quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Cinema: Frankenstein







Foi há 200 anos, mas parece que foi ontem que Mary Shelley (1797-1851) escreveu Frankenstein. E parece que foi ontem porque o cinema, desde que foi inventado, nunca mais o largou e ainda foi pródigo na liberdade das suas adaptações.

A primeira versão cinematográfica surgiu em 1910. Desde então, houve cerca de 150 outras versões em diferentes meios.

O cinema virou e revirou, torceu e distorceu, acrescentou, e, uma vez ou outra, foi mais ou menos fiel ao original. No entanto, por razões diversas, há oito filmes de Frankenstein a não perder.


Frankenstein, o Homem que Criou o Monstro (1931), de James Whale

O Filho de Frankenstein (1939), de Rowland V. Lee

Frankenstein Júnior (1974), de Mel Brooks

Festival Rocky de Terror (1975), versão musical de Jim Sharman

Frankenstein de Mary Shelley (1994), de Kenneth Branagh

Gothic – Poetas e Fantasmas (1986), de Ken Russell

Frankenweenie (2012), em formato de animação, de Tim Burton 

Victor Frankenstein (2015), de Paul McGuigan


Time out - ler mais AQUI.


Sem comentários: